• Pedro Werneck Brandão

Existe uma criança dentro de cada um de nós


Registro do público na estreia do espetáculo (Foto: Rayssa Colafranceschi)

Por Rayssa Colafranceschi


Nem sempre amadurecer é uma tarefa leve e o espetáculo "Onde eu guardo um sonho", apresentado pela artista circense Adelly Costantini durante o último Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens, nos trouxe a necessidade de discutir a filosofia desse processo necessário a todos nós e mostrar que é possível resgatar a nossa criança interior independente da fase da vida em que nos encontramos.

Adelly contou à nossa equipe que a proposta do espetáculo, pensada junto ao diretor Flavio Souza, era entender se um conteúdo consegue ser ao mesmo tempo infantil e adulto. “A gente questiona muito o que é um conteúdo infantil. Será que precisa ser um conteúdo só pra criança? Será que precisa ser infantilizado ou um tema que sirva pra adultos também pode servir pra uma criança? A pesquisa que a peça levanta é essa.”, afirma Adelly, que ainda acrescenta “Não precisa ser criança pra brincar dessa forma. Não necessariamente isso [a peça] é um sonho, pode ser uma brincadeira e eu não sou uma criança em cena.”


Na clássica literatura de Peter Pan, o personagem se recusa a crescer por querer sempre continuar vivendo uma vida cheia de aventuras pela mágica Terra do Nunca. Na psicologia, a criança interior representa a totalidade na sua psique, ou seja, a nossa verdadeira essência, Ao adentrarmos na vida adulta, é como se essa criança fosse congelada dentro de nós, devido as responsabilidades e adversidades que temos que assumir durante a vida. Porém, momentos de prazer e diversão quebram esse gelo, trazendo essa criança de volta a ativa. Quando a nossa criança interior é desperta e encontra seu equilíbrio, nos traz coragem, entusiasmo e aumenta nossa energia vital, e com isso nos tornamos mais propensos a transmitir amor àqueles ao nosso redor.


"Em todo adulto espreita uma criança - uma criança eterna, algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo, e que solicita, atenção e educação incessantes. Essa é a parte da personalidade humana que quer desenvolver-se e tornar-se completa"- Carl Gustav Jung

Podemos enxergar a leveza no sorriso de uma criança e que imediatamente nos contagia, a inocência no seu olhar e seu entusiasmo em meio a novas descobertas. Haverá sempre uma criança em nós que precisará de refúgio quando a rotina ficar apertada ou que precisará fazer algo que deseja sem receber duras críticas da sociedade, porque para as crianças a espontaneidade é totalmente liberada.


Que possamos resgatar esse olhar ingênuo e a cada dia juntarmos com a sabedoria adquirida ao longo da vida um olhar maduro para encarar o mundo, porém leve e esperançoso como o olhar de uma criança.


“O que é um adulto? Uma criança de idade.” frase de Simone de Beauvoir em A mulher destruída.
312 views0 comments