• Caroline Simões

FESTLIPinho: quando dois festivais se unem para ouvir e aprender com as crianças

Por Caroline Simões


A contadora de histórias Silvia Castro e as crianças convidadas da mesa. / Fonte: canal do YouTube do FIL.


Esta edição do FESTLIPinho é o resultado da parceria do Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens (FIL) com o Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa (FESTLIP). Em formato de live, o espetáculo foi apresentado neste sábado (27/03), simultaneamente nos canais do YouTube dos dois festivais. Nessa ação conjunta, eles se uniram a 4 crianças de países diferentes, mas que têm em comum o uso da língua portuguesa: Brasil, Angola, Portugal e Cabo Verde. Por meio da fábula popular O homem que pôs um ovo, a atriz e contadora de histórias Silvia Castro refletiu com elas sobre fake news de uma maneira leve e descontraída.


Antes da contação da história começar, Tânia Pires, diretora artística do FESTLIP, e Karen Acioly, diretora do FIL, deram boas-vindas ao público e explicaram brevemente a proposta do FESTLIPinho. Silvia se juntou a elas para discutir um pouco sobre a mentira, sua origem, e como combatê-la. Em seguida, as diretoras deram espaço para Silvia conduzir o espetáculo, juntamente com as crianças. Na história, uma pequena mentira acaba se transformando em algo muito maior, de infinitas proporções. Nada muito diferente do que acontece na realidade. No decorrer da história, Silvia, por diversas vezes, passa de contadora à ouvinte. E nada caracteriza melhor a união dos dois festivais do que o exercício de escutar os pequenos. A atriz dialoga com e questiona a opinião das participantes várias vezes, o que proporciona uma troca interessantíssima na qual o telespectador pode entender como as crianças se sentem em relação à história.


Por meio de uma linguagem acessível e compreensível, as crianças são instigadas a pensar e a refletir sobre as fake news e suas consequências para a sociedade. Após a contação, em um bate-papo, elas relacionaram a história à vida real e discutiram sobre como a mentira pode prejudicar os outros, sobretudo quando se trata de um assunto sério. Quando foi questionado o ponto de vista das crianças sobre a mentira, Mila respondeu que: “Eu acho, assim, mentira nem deveria existir, porque, realmente, pode prejudicar muito a pessoa, e eu já vi no jornal mentiras que causaram muito [prejuízo]”.


O FESTLIPinho reflete a importância da contação de histórias na infância, uma vez que instiga a imaginação e ajuda os pequenos a formarem seus pensamentos acerca do mundo ao seu redor. É uma ótima oportunidade para todos que desejam entender melhor o olhar das crianças diante de um assunto tão importante. Para elas, é um ensinamento para questionarem o que escutam, e para os adultos, é um ensinamento para escutarem o que elas têm a dizer. É um espetáculo muito relevante, pois, em tempos em que as fake news tomam cada vez mais espaço e influência, torna-se evidente a necessidade de debatê-las em todas as faixas etárias.





82 views4 comments

Álbum FIL Maravilhas

  • Facebook - Black Circle
  • Tumblr - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle