• Elisa Donato

Homenagem ao "rei do teatro de mãos" durante a 18ª edição do FIL

Updated: Mar 25

por Elisa Donato


O Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens homenageou Jean Luc Ronget neste domingo (21/03), com a apresentação de Tékimoi, sua mais encantadora obra. A entrevista de 2005, dada pelo percussionista, marionetista e poeta durante a segunda edição do FIL, também foi recuperada e publicada como tributo.


Durante quinze minutos, Ronget, utilizando suas próprias mãos, cria diversos personagens e narrativas instigantes. Tékimoi é surpreendente. A maestria do artista consegue trazer complexidade mesmo em cenas com fundo preto e com poucos objetos no cenário. Cada movimento parece ser cautelosamente programado, mas flui de forma natural, quase espontânea. Depois que o espetáculo começa, chega a ser difícil lembrar que está se assistindo mãos. Pode ser que nem todos sejam inicialmente atraídos pela ideia, mas basta uma chance para que não se desvie mais o olhar.


Jean Luc Ronget é considerado o rei do teatro de mãos e, graças ao Festival e à Julia Ronget, que cedeu as imagens, a obra está disponível gratuitamente no YouTube. Ao publicar Tékimoi, o FIL conseguiu não só homenagear o marionetista, mas também manter seu legado vivo. Após mais de dez anos, um novo público pôde ser alcançado e conquistado.


Para conhecer e apreciar um pouco mais do artista, o Festival disponibilizou na íntegra a entrevista feita com ele em 2005. Durante esse ano, Ronget apresentava seu primeiro espetáculo de marionetes no Brasil. Ele confessou que tinha receio de como seria a recepção, mas se deu conta de que “tanto os menores como os maiores aderiram completamente a essa forma de espetáculo”.


“Eu estou realizado pelas reações do público”. Jean Luc Ronget foi, acima de tudo, apaixonado por sua profissão. Ao decorrer da entrevista, isso fica ainda mais nítido. “Só com as mãos a gente pode contar histórias sem texto e a gente pode contar uma longa história”, disse ele. Essa homenagem é o reconhecimento da magia que ele foi capaz de produzir.

44 views0 comments

Álbum FIL Maravilhas

  • Facebook - Black Circle
  • Tumblr - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle