top of page
  • Writer's pictureFil Festival

O menino e os sortilégios: Uma história de aprendizado

Por Eduardo Sousa

Registro do espetáculo "O menino e os sortilégios" - Acervo Pessoal

Imaginem se portas batidas, almofadas pisoteadas e outros objetos de casa começassem a reagir por maus-tratos recebidos. Pois foi o que aconteceu com o personagem central de Menino e os sortilégios, depois de merecer uma bronca da mãe…


Diante do péssimo comportamento do menino, os objetos e móveis de casa ganharam vida e se revoltaram. Ele conseguiu irritar o sofá, o relógio e até o fogo da lareira com suas travessuras. Aborrecidos, todos fugiram.


Sem entender o que estava acontecendo, o menino se refugia no jardim. Mas tinha chegado o dia de responder pelos comportamentos inadequados - a natureza também não estava a favor das malcriações do menino.

Todos os seres, vivos ou não, demonstraram desagrado. Por conta disso, ele se sentiu triste e solitário. De repente, uma ave cai da árvore e se machuca. O menino, já entendendo a importância de um comportamento mais amoroso, faz de tudo para ajudá-la.

Observando esse gesto, os móveis, animais e árvores entendem que o menino não é mau…

As crianças entrevistadas demonstraram entender a mensagem da ópera, mesmo ela tendo sido cantada em francês. “O menino viu que precisou se comportar melhor”, disse Nicolas, de 7 anos. “Gostei da peça!”


“O menino e os sortilégios” me ajudou a entender a necessidade do cuidado com a compreensão das crianças. Além de demonstrar como a comunicação adequada tem um papel fundamental na aprendizagem, um processo que vivenciamos ao longo de toda a existência.















9 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page