• Larissa Nascimento

O mito da caverna: uma tarde de muita imaginação e de aprendizado

Updated: Mar 25

Gargalhadas, diversão e muita imaginação, essas são as definições para a tarde deste último sábado (20/03), no 18º Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens.


Por Larissa Nascimento


Em 15 minutos de exibição, a atração O mito da caverna, desenvolvida pela coordenadora de produção da companhia Carroça de Mamulengos, Maria Gomide, e pela sua filha, Ana Gomide, encantou centenas de telespectadores.



Imagem: Reprodução


Nos comentários, o público elogiou a desenvoltura de Ana, que, com apenas 4 anos, é uma artista gigante. Assim, em meio a diálogos extrovertidos, a pequena e sua mãe conseguiram levar arte, filosofia e entretenimento a todos que assistiram ao espetáculo.


O foco da produção foi o vício na internet. Isso fica perceptível quando Ana, ao ouvir que não existe conexão (WI-FI) na floresta, lamenta: "As minhas pupilas estão dilatadas, os meus pés estão gelados, estou extremamente suada (...). Como posso viver? Sem internet me falta o ar". Nesse contexto, por ser um tema relacionado a todas as idades, a apresentação também conseguiu despertar o interesse do público adulto, que acompanhou de casa as dúvidas e a ansiedade da garotinha para assistir à estreia do seu programa de ciências favorito.


Nos momentos finais, com direito a música e a dança na chuva, Ana entende a importância do vínculo com o meio ambiente. E foi assim, transmitindo criatividade e informação, que a atração ganhou o coração do público.

59 views0 comments