• Fil Festival

Zigg é um espetáculo

Updated: Oct 18

Por João Vila, Observador FIL, extensionista ECO/UFRJ

Foto: acervo pessoal


Fazendo onomatopeias – foi assim que Ivan Zigg entrou no palco do teatro II do CCBB para a apresentação de “Ler é um espetáculo”. Emitindo sons, a medida que desenhos eram projetados em uma tela suspensa, Zigg provoca sorrisos nas crianças presentes.


Depois dessa divertida entrada, Zigg parte imediatamente para interação com o público, abrindo sua maleta e tirando dela uma maleta menor, sucessivas vezes, até que de dentro da última maleta, bem pequena, ele retira um lápis. E então, a magia começa.


A partir daí o espetáculo entra em um ritmo frenético. Ele fala sobre os filhos, sobre como começar uma história. Cria e desenha personagens inventados na hora com a plateia. Canta, dança e faz brincadeiras, sempre interagindo e incentivando as crianças a soltarem a imaginação junto com ele, tudo com muita energia!


Já próximo ao fim do show, o artista faz com que o público se levante e o siga em movimentos coreográficos. Em seguida, convida todas as crianças para irem ao palco para cantar e dançar.

Ao fim da apresentação, Zigg falou sobre como se inspirou para criar “Ler é um espetáculo”:


- Esse espetáculo nasceu de vários encontros, foi um acúmulo de experiências de encontros, principalmente com crianças de escola pública. Participo de muitos projetos literários. Fui adquirindo uma maneira de pintar na hora para eles, conversando um pouco sobre a criação das imagens e sobre literatura através da música, da dança. De coisas que convergissem para a literatura, assim como são as coisas das artes de uma maneira geral. Então, costurei isso tudo em formato de espetáculo. Assim foi surgindo o “Ler é um espetáculo”.


Zigg também falou sobre a apresentação no FIL:


- Achei a apresentação ótima, tem uma parte interativa, as crianças estavam muito interessadas na participação. O espetáculo tem uma parte no meio que é muito improviso de contato – depende muito deles, do que eles vão falando e a gente vai criando, às vezes até desenhando conforme o que eles estão reagindo e eles respondem positivamente a isso, o que é interessante. Hoje aconteceu isso, surgiram muitas reações e ideias. Acho que eles embarcaram bastante na proposta e no final acabou todo mundo dançando junto.


Sem dúvida - foi um espetáculo inesquecível!

62 views0 comments